quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

bolo de leite quente


Outro dia queria comer um bolo bem macio, mas não sabia exatamente como ele deveria ser, até que - pra variar - vi uma foto linda no instagram de um bolo de leite quente, não conhecia o tal bolo e fui saber mais. É uma receita antiga, data da época da Grande Depressão de 1929, feita com ingredientes básicos e baratos. O bolo é realmente delicioso, desses bolos com sabor de bolo, sabe? Muito macio e fofinho. Receita do blog Culinary Hill.

½ xícara manteiga
1 xícara leite
2 colheres (chá) baunilha
4 ovos, temperatura ambiente
2 xícaras açúcar
2 xícaras farinha de trigo
2 colheres (chá) fermento em pó
¼ colher (chá) sal

Pré-aqueça o forno a 160ºC. Unte e enfarine uma forma com furo no meio, com capacidade para 12 xícaras. Numa panelinha, em fogo baixo, coloque a manteiga e deixe até derreter. Junte o leite e a baunilha até formar bolhas ao redor da panela,  mantenha em fogo baixo para a mistura ficar bem quente. Enquanto isso, na batedeira coloque os ovos e açúcar e bata e velocidade alta para a mistura triplicar o volume, cerca de 5 minutos. Peneire a farinha, fermento e sal, misture e reserve. Quando os ovos estiverem no ponto, diminua a velocidade da batedeira e coloque, cuidadosamente, a mistura quente de leite. Agora é a vez da farinha, coloque em três adições, deixando incorporar bem a farinha à massa. Coloque a massa na forma, leve ao forno por 1 hora, vigie o bolo de perto nos últimos dez minutos, é importante que não asse demais, sob pena do bolo ficar muito seco, retire do forno quando passar no teste do palito. Coloque para esfriar sobre uma gradinha e desenforme quando estiver morno.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

conserva de pepino


Nunca imaginei que fazer conserva seria tão fácil, na minha cabeça era algo trabalhoso, complicado e cheio de passos, com o resultado incerto. Talvez tenho lido coisas demais sobre vidros de conserva estufados e todo o trabalho jogado no lixo. Havia encontrado lindos e pequeninos pepinos para vender, achei os pepininhos uma fofura e trouxe para casa. Admito que fiquei receosa pelo resultado, mas eles ficaram tão deliciosos, picantes e crocantes que divido com vocês a receita. Do livro Jerusalem: A Cookbook.

1 litro de água
4 ½ colheres (sopa) sal
1 colher (chá) sementes de mostarda preta
1 colher (chá) sementes de coentro
10 grãos de pimenta-da-jamaica (não utilizei)
5 cravos
1 colher (chá) sementes de aipo
1 buquê de folhas de endro (não tinha, usei 1 colher de chá das sementes de endro)
7 dentes de alho, descascados e levemente esmagados
6 folhas de louro
900g pepinos baby (próprios para conserva)*

Primeiro esterelize o vidro, aquecendo água suficiente para cobri todo o interior do vidro. Quando a água ferver, desligue o fogo e coloque o vidro e a tampa, deixe por 5 minutos, retire da água e coloque para secar sobre um pano limpo.
Para a conserva: Numa panela coloque a água com sal e leve para ferver. Enquanto isso coloque as sementes, metade das folhas de endro, alho e louro no fundo do vidro. Coloque os pepinos no vidro, verticalmente, arrumando para ficarem bem juntinhos, coloque o restante do endro. Despeje a água dentro do vidro, de modo a cobrir todo os pepinos. Feche com a tampa, deixando a tampa frouxa, mas não totalmente aberta. Guarde em lugar seco e escuro por 3 dias.  Passado o tempo experimente o pepino, se quiser mais ácido deixe por mais 3 dias - eu deixei por mais 2 dias. Guarde em geladeira por até 2 semanas  - aqui em casa durou por mais tempo.
* Fiz ¼ da receita, e coloquei em somente 1 vidro com capacidade para 500ml.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

buffalo wings com dip de queijo azul


Desde que preparei este molho ranch para comer com coxinhas de frango fiquei com vontade de fazer buffalo wings em casa. Demorou, mas aconteceu. Na verdade nem coloquei muita pimenta, primeiro porque minha filha também comeu o prato, e não sou muito valente quando o assunto é pimenta, apesar de gostar muito dos aromas picantes, ui! Só que ficou muito sem  pimenta e acho que da próxima vez vou acrescentar um pouco mais, contudo, coloco na receita abaixo as medidas da receita original - fica por sua conta e risco, ok? E o dip de queijo azul que é um acompanhamento maravilhoso para o prato, serve para quebrar ardência toda, além do próprio molho ranch que cumpre o papel tão bem quanto o dip. Receita do livro Cooking at Home.

buffalo wings:
1 xícara vinagre de maçã
2 colheres (sopa) óleo vegetal
2 colheres (sopa) molho inglês
1 colher (sopa) Tabasco
2 colheres (sopa) chili em pó
1 colher (chá) pimenta calabresa em flocos
1 colher (chá) sal e pimenta-do-reino a gosto
2kg coxinhas e/ou asinhas de frango

Numa tigela misture o vinagre, óleo, molho inglês, Tabasco, chili em pó, pimenta calabresa, sal e pimenta-do-reino, retire cerca de ¼ xícara da marinada e reserve. Numa tigela grande coloque o frango e despeje a marinada, deixe na geladeira por 2-3 horas, mexendo de vez em quando. Aqueça o grill do forno. Forre uma assadeira com papel alumínio e disponha o frango (descarte a marinada), pincele os pedaços com a marinada reservada e leve ao forno por 25-30 minutos, virando na metade do tempo e pincele novamente. Nos primeiros 15 minutos vai soltar bastante líquido, por isso, com cuidado, retire o líquido da assadeira, para assar o frango mais sequinho. Veja se o frango está bem assado e retire do frango. Sirva quente ou a temperatura ambiente.
serve: 4 a 6 porções.

dip de queijo azul:
½ xícara maionese
¼ xícara iogurte natural
56g queijo azul (usei gorgonzola)
½ colher (chá) alho em pó
1 colher (chá) cebola em pó
¼ colher (chá) semente de aipo (opcional)
sal e pimenta-do-reino, a gosto

Misture maionese + iogurte. Com um garfo esmigalhe o queijo e misture à maionese. Coloque o alho, cebola, semente de aipo, sal e pimenta, misture bem e guarde em pote fechado na geladeira, por até 1 semana.

sábado, 19 de novembro de 2016

chocottone


Depois do panettone derrubado do ano passado, tentei algumas outras vezes e consegui um resultado bem satisfatório, que é aquele ponto de desfiar que a gente encontra nos panettones industrializados. E eu não curto muito a versão industrializada, me dá dor de estômago, acho que a quantidade de frutas nunca é adequada, sem falar naqueles de chocolate ou trufados, que dá até um nó na boca de tão doce. Bom, estava devendo para o marido a versão chocottone, e promessa é dívida! Fiz neste final de semana, a massa-base é a mesma da postagem do ano passado, apenas vou complementar o texto do modo de fazer, com as minhas modificações e os pontos onde achei que a receita original omitia. Receita adaptada do livro Martha Stewart's Baking Handbook.

1 envelope fermento biológico seco
45ml água morna
¼ xícara leite morno
2  ovos grandes + 1 gema
xícara açúcar
1 colher (chá) baunilha 
2 xícaras farinha de trigo
80g  manteiga sem sal
raspas de 1 limão e suco de ½
raspas de 1 laranja e suco de ½
1 colher (sopa) rum
2 xícaras chocolate ao leite em gotas, ou picado

Numa tigela misture metade do fermento com a água morna, aguarde 5 a 10 minutos, adicione ¼ xícara de farinha, misture, cubra e deixe num local morno por 30 minutos. Passado o tempo, coloque o fermento restante no leite morno, deixe por 5 minutos. Enquanto isso misture os ovos, a gema e o açúcar. Coloque o leite na mistura de ovos. Na batedeira coloque a farinha e a manteiga gelada cortada em cubos, bata - usando o batedor de pá - até a manteiga ficar granulosa. Em seguida junte a mistura de ovos e gema, e a primeira mistura de fermento, bata por uns 9 minutos. Por fim, coloque as raspas, sucos, rum e chocolate. Coloque a massa numa tigela grande untada com manteiga e cubra com papel filme também untado. Deixe num lugar morno por 2 horas. Numa superfície levemente enfarinhada coloque a massa e sove algumas poucas vezes, usando uma espátula de padeiro (ou raspador) divida a massa ao meio e coloque em formas de papel (de 500g cada), - é importante não adicionar mais farinha nesta etapa, para o pão não ficar muito seco depois de assado. A fermentação é muito rápida, por isso encha cada forma até a metade. Eu untei ligeiramente as formas de papel. Cubra e deixe descansar por mais 45-60min, ou até a massa crescer ao topo da forma (não deixe ultrapassar a medida da forma). Antes de levar ao forno, com uma tesoura faça um x sobre cada massa. Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 200ºC. Coloque os panettones sobre uma assadeira e posicione a grelha do forno para a parte mais baixa. Asse por 15min, reduza a temperatura para 180ºC, vire a forma e asse por mais 30 minutos, aproximadamente. Se após os 15 minutos iniciais parecer muito dourado em cima, cubra com uma folha de papel alumínio e asse o restante do tempo. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma gradinha por 20 minutos antes de fatiar.
rende: 2 panettones de 500g